sexta-feira, 30 de maio de 2014

Sugestões de viagem: Penedo, RJ

Aos amigos que me leem, e aos que eventualmente encontrarão este post via google, vão aí as minhas impressões e sugestões de Penedo, um dos lugares mais charmosos entre Rio de Janeiro e São Paulo.

Onde fica e como se chega lá?

Penedo é um distrito do município de Itatiaia, a meio caminho entre Rio e São Paulo. Fica a 15 minutos do posto Graal de Resende, pode ser acessado na altura do km 311 da Via Dutra. Trata-se de um vale aos pés da imponente Serra da Mantiqueira. Em meados do século XX, finlandeses chegaram à região e trouxeram língua, hábitos e cultura. A alta temporada é o inverno, quando a proximidade com a serra derruba a temperatura. Na verdade, em qualquer época, a alta temporada mesmo é toda semana, de quinta a domingo, quando todo o comércio funciona, principalmente nos fins de semana. De segunda a quinta é difícil achar algo além de restaurantes abertos e algumas lojas, mesmo assim nem todos.

Para quem vai de ônibus, a partir do Rio a viação Cidade do Aço tem ônibus diários em três horários, que fazem ponto final em frente à padaria Penepão, próximo ao centro. Quem vem de São Paulo precisa ir até Resende, onde pode optar por um ônibus intermunicipal que sai do próprio Graal para Penedo em intervalos de cerca de 30 minutos (custa R$3,05), ou tentar um taxi, já que nem é tão longe (15 minutos até o centro de Penedo).

Principais atrativos:

-A Casa do Papai Noel - os finlandeses exploram a mítica do seu conterrâneo famoso e criaram uma mini-cidade finlandesa - a Pequena Finlândia - com lojas, restaurantes e atividades, como um autorama gigante, em volta da Casa do Papai Noel propriamente dita, onde o velhinho recebe visitantes. Papai Noel, aliás, é onipresente na cidade.
-Fábricas de chocolate - não sei qual a relação entre a Finlândia e o chocolate, mas existem várias fábricas de chocolate caseiro e guloseimas baseadas em cacau.
-Night - quase todos os restaurantes abre à noite. Finlandês, português, mexicano, japonês, italiano, mineiro, caipira, churrascarias, fondues, peixes, vinhos, pizzarias, sorveterias, cafeterias, charutarias, com música e apresentações culturais; alguns fabricam suas próprias cervejas (ou comercializam cervejas locais). A night é badalada, atrai pessoas de Resende, e alguns hoteis na Serra de Itatiaia incluem a noite penedense na sua programação.
-Hotelaria - há opções de todo tipo de hospedagem em Penedo, pensões, pousadas, apart-hotéis e grandes hotéis com seus próprios centros de convenções. Consulte a localização do hotel e a sua conveniência - hotéis luxuosos serra acima podem não ser muito práticos para quem não estiver motorizado, já que quase todas as atrações estão no centro.
-Passeios - a cidade oferece passeios de carruagem, cavalo, quadriciclo, que exploram as estradas e trilhas que cortam as matas e chegam às cachoeiras. Uma caminhada "mainstream" é a do Pico do Penedinho, a 600 m de altura. Para se chegar à trilha é preciso pedir uma autorização na Casa do Chocolate, onde se pode obter todas as informações. Para crianças, idosos, sedentários e urbanos, um trenzinho faz um passeio de 1 hora pela cidade saindo da fábrica de chocolate próximo à cidade do Papai Noel. Esse passeio custa R$10,00
-Produtos típicos - além dos chocolates caseiros e cervejas, os doces, compotas, conservas, geleias e licores estão por toda a parte. Artigos de couro, retalhos, mantas e artesanatos diversos são lembranças favoritas da cidade.

O que eu vi:

Visitei Penedo entre terça e sexta-feira. É o período menos movimentado da cidade, então boa parte do comércio ficou fechado. Os restaurantes abrem para o almoço, mas deixam de oferecer o self-service depois das 14:00 - caso você seja da cidade grande onde vc encontra qualquer coisa a qualquer hora, isso pode te pegar desprevenido no primeiro dia. Mas à noite quase todos os estabelecimentos estão abertos, então o jantar é garantido. Em compensação, eu conheci o ritmo normal de Penedo, sem turistas barulhentos constrangendo os locais com uma atitude ruim (peguei isso na sexta de manhã...). Mas algumas atrações, como o Museu Finlandês, ficaram fechadas.

Fiquei hospedado no Hotel Casa Encantada. É um hotel pequeno na Av. Finlândia (um nome muito pomposo para uma estrada estreita e com calçamento ruim que começa e termina na Av. das Mangueiras, essa sim uma avenida), porém adequadamente equipado com piscina, piscina quente, sauna finlandesa, salas de convivência, restaurante, estacionamento próprio, TV a cabo, frigobar, lavanderia. Eles também estão preparados para eventos corporativos e congressos, e se colocam à disposição para, por exemplo, marcar o seu cabeleireiro. Os funcionários são atenciosos e gentis. Não se engane, a localização é excelente: está há cerca de 10 minutos de caminhada do ponto final do ônibus da Cidade do Aço, e a 50 metros de um ponto de ônibus na Av. das Mangueiras, próximo de todos os lugares bons do centro. Na esquina, inclusive, há um ponto de aluguel de quadriciclos, e na outra ponta da Av. Finlândia (curtinha, meça no google mapas), outro local para arranjar passeios a cavalo. O hotel fica à beira do Rio das Pedras. Ouve-se o barulho constante da água fluindo pelas pedras.

O ônibus que vai do Rio para Penedo para em frente à padaria Penepão. Se você pegou um ônibus das 11:05, deverá chegar ali ainda a tempo para o almoço. O Penepão oferece almoço, mas, ali ao lado, tem o Recanto do Achego, que serve o quilo mais em conta de Penedo, com comida simples tipo caseira, mais um churrasco bem feito. Aconselho muito bater um prato ali antes de ir ao hotel - o tempo de deslocamento, fazer o checkin, se acomodar, até finalmente sair para almoçar, pode te deixar na mão, porque o horário de almoço já terá terminado, e só alguns restaurantes continuarão aberto, mas nenhum self-service.

Outro lugar prático e barato de se comer, que abre a partir do final da tarde, é o Penedo Burgers, um trailler estacionado em frente à Pousada do Lago, que deve ser o único fast food que eu vi em Penedo. Boa variedade de sanduíches, bem servidos - cheese bacon? Tem o cheese, e tem o bacon. Aos sábados e domingos eles ficam abertos até as 5:00, sendo opção para quem sai da balada no Clave de Sol, a principal (talvez, a única?) boate, que eu não peguei aberta. A lanchonete, de quebra, está na rota de entrada de Penedo, então se vc chegar de carro lá pelas 17:00, pode parar ali para fazer um lanche antes de ir para seu hotel.

Sem buscar orientação local - uma característica minha quando vou a qualquer lugar :P - eu atirei e errei tentando acertar um bom fondue à noite. Fui a um restaurante chamado Aglio e Oglio, na Rua das Velas, onde eu sabia que servia fondue. Mas, já acomodado e com o cardápio na mão, fui informado que o rodízio de fondue - com pães, carnes e tudo mais - só é servido aos finais de semana. Mas eu havia lido uma recomendação na internet de um certo Filet Escandinavo, então apostei nele para não perder a viagem, pedi o prato para dois, pois assim o preço ($72,00, se não me engano) me pareceu razoável. A minha conclusão é de que Deus existe, e foi Ele quem criou este prato: a porção inclui um arroz com ervas e queijo, um tomate recheado com catupiry e gratinado, e dois bifes grelhados enormes de grossos completamente cobertos por fatias finas de alho e cogumelos. Talvez os melhores bifes que eu já provei, e falo isso com a propriedade de um carnívoro de 35 anos que se orgulha do próprio bife a ponto de se recusar a comê-lo na rua, e que já experimentou várias versões dos bifes das redes locais, como Outbacks e Stadiums da vida, e que a família desenvolveu suas próprias receitas indefectíveis de carne. Então engulam essa. E peçam mais.

Não fiz trilhas nem passeios a cavalo - até porque eles saem geralmente de quinta a domingo - mas circulei pela maior parte da cidade a pé. A Pequena Finlândia ficou quase toda fechada até sexta de manhã - com exceção da fábrica de chocolate local. A própria Casa do Papai Noel estava fechada, com um aviso na porta alegando problemas de saúde do bom velhinho (é sério, até gravei um vídeo explicando isso). Caminhei pela Av. Penedo, que sobe de maneira que se tem de lá uma bela visão do vale de Penedo, e além - o mar de morros ao sul, e a imponente Serra de Itatiaia ao norte. Nela também se encontra o Hotel do Papai Noel, o hotel mais famoso e mais imponente da região - uma grande construção em vermelho, que pode ser avistada de grande parte da cidade, principalmente à noite, quando fica toda iluminada.

Três lojas merecem menção especial:

Na From Penedo (num centro comercial na Av. das Mangueiras cujo site não encontrei, e é homônimo da empresa que oferece passeios turísticos a cavalo... e talvez seja a mesma) se vendem compotas e conservas, mas duas especialidades da loja viraram presentes para família e amigos: licores de fabricação própria de sabores tão variados como milho, avelãs, maracujá, e vários tipos de chocolate; e pastas de peixe. É, que estranho, eu pensei... mas a pasta de truta defumada me deixou de joelhos. Parece uma pasta de maionese, um patê, mas é feito com fécula de mandioca - sem maionese! - extremamente saborosa. Outras pastas - salmão defumado, e outros sabores sem peixes baseados em ervas e especiarias - são excelentes também. Esse tipo de pasta deve ser algo que os finlandeses inventaram, porque estavam à venda por toda a parte. Também comprei um provolone temperado, dentre os vários queijos disponíveis. O melhor? A proprietária oferece amostras de tudo que vc pedir. Inclusive dos licores.

Na Fábrica de Chocolate Joulupukin Suklaa, ao lado da Pequena Finlândia, e de onde sai o passeio de trenzinho, você compra chocolates por peso, ou por peça, e a média é R$9,00 por kg. O chocolate é feito na hora. E que chocolate! Ao leite, branco, meio amargo, com sabores, em diferentes formatos, trufas, todos espetaculares. Não avalie o preço com base no que vc encontra da Lacta nas Lojas Americanas, os chocolates daquela loja são melhores a ponto de te fazer crer que eles merecem mais o seu dinheiro do que você. Na quinta à noite tomei um chocolate quente cremoso ali que matou minha vontade.

Por último, numa loja no térreo do centro comercial bem ao lado do Aglio e Oglio, encontrei uma loja chamada Via Láctea. Uma loja de balas e doces, especializada em importados e retrô - você vai encontrar caixas das balas de Candy Crush fabricadas no México, e um baleiro old style cheio de toffees e balas Juquinha; chocolates importados e jujubas por quilo. É uma loja para crianças, aproveitando o apelo da cidade para as crianças, com toda essa história de Papai Noel e chocolates, mas com esse toque retrô que apela para os pais. A loja é decorada com brinquedos - do marido da dona, que até faz pendrives com Hot Wheels. Sabe o que é Pez? Se acha especial por conservar um seu da sua infância? Eles vendem toda a linha dos Simpsons, das princesas da Disney, do Angry Birds, do Toy Story.

A fábrica de chocolate mais famosa é a Casa do Chocolate, ainda perto da entrada da cidade. Mas cuidado: eles só aceitavam pagamento em cheque ou em dinheiro. Penedo não tem banco (que eu tenha visto) e o caixa eletrônico do Banco do Brasil não estava funcionando (havia um caixa 24 horas num mercado morro acima, bem longe dali), de maneira que fiquei de calça da mão quando fui tomar um sorvete (bom) no finzinho da viagem, quase na hora de embarcar e com toda a grana torrada, e minha esposa teve que usar o débito dela na caixa do Recanto do Achego para "sacar" dinheiro, já que também não dava para devolver o sorvete :P

De maneira geral, em todos os lugares onde eu fui, as pessoas me trataram com grande gentileza e atenção, não só no hotel, mas nas lojas e restaurantes, até na prosa no ponto de ônibus. Até por isso me doeu, já no final da estadia, ver turistas estabelecendo aquela conhecida relação patrão-empregado, como eu não pude evitar de dizer um pouco mais acima. Preciso voltar lá para ver e experimentar tudo o mais que Penedo tem a oferecer. Curti.

2 comentários:

Anônimo disse...

Vou me hospedar sábado no Hotel Hallowenn, gostaria de saber se a casa do chocolate,do papai noel e a pequena finlândia ficam perto? este trenzinho onde que se pega?
também queria ir nas cachoeiras

Rafaela Sampaio disse...

Boa tarde,

Vou a Penedo agora no Carnaval. Gostei das suas
observações e vou aproveitar suas dicas. Também gosto muito de andar a pé e de explorar a cidade, o local onde estou. Gosto de gente, de conhecer as pessoas da cidade. Acho que vai ser legal.

grata

Ana Cristina Cruz

o email que está informado abaixo é da minha filha.

 
eXTReMe Tracker